Como fazer Tiered Link Building com Tiers – guia completa

O Tiered Link Building é uma das técnicas mais avançadas e que mais resultado dá na hora de posicionar um site com SEO Off-Page.

Neste artigo vais aprender a:

  • Preparar uma estratégia de linkbuilding com “Tiers”;
  • A evitar penalizações com este tipo de técnicas;
  • Técnicas de White Hat e de Black Hat para conseguir backlinks de qualidade;

Estas preparado?

Porque são precisos os Backlinks para posicionar?

O SEO dentro do site pode ser feito de diferentes formas: melhorando o código, a velocidade de abertura, a facilidade para o utilizador, pouca publicidade, otimização mobile, conteúdo bem estruturado, etc. Contudo, para melhorar o posicionamento de um site também é preciso criar backlinks (links de outros sites).

Quantos mais links de qualidade tiver a URL do site que queres posicionar, maior será a probabilidade de que apareça nos primeiros resultados do Google.

Sendo assim, para conseguir bons links externos, podes:

  • Escrever um conteúdo único, interessante e tão bom que seja recomendado por muitos sites;
  • Fazer guest posts;
  • Pagar aos sites com alto PR (Page Rank) e DA (Domain Authority) para escrever algum artigo e deixar um link com um determinado Anchor Text;
  • Fazer uma rede de Tier 1, Tier 2 e Tier 3 -> isto é o que vou explicar aqui.

Se não tens muito dinheiro para gastar, nem tens ideias espetaculares e virais todos os dias, pode ser que a última alternativa seja a melhor.

Fazer Guest Posts é também uma opção interessante que podes compaginar com o tutorial que hoje apresento.

Mas isto é Black Hat SEO?

Sim e não. Podes fazer perfeitamente uma rede de Tier 1, Tier 2 e Tier 3 sem fazer Black Hat SEO. O que sim precisas é de ter uma excelente organização e muita paciência para escrever conteúdo de qualidade sempre que for preciso.

Se queres ser mais eficientes e evitar uma penalização do Google, o que podes fazer é utilizar estas técnicas sem fazer spam ou outras técnicas penalizáveis.

Antes de começar

É preciso que o teu site seja excelente antes de começar a fazer backlinks. Por isso vê este artigo e verifica se:

  • Não tem conteúdo duplicado;
  • Não tem erros 404 – se tiver, redireciona.
  • Não tem meta-descrições duplicadas;
  • Não é lento;
  • Não tem nenhuma penalização;
  • Esta otimizado para dispositivos móveis.

Se o site não tiver nenhum problema, passas ao seguinte passo: verificar que o conteúdo que queremos posicionar é realmente o melhor.

O conteúdo que crias tem de ser completo, original e direto. Hoje em dia ninguém tem tempo nem vontade de perder tempo lendo sempre o mesmo tipo de blogs. Faz algo diferente, utiliza infografias, vídeos, gifs, imagens, escreve de uma forma cómica ou distinta, etc.

Depois de criar um conteúdo espetacular podes começar a preparar-te para criar os Tier 1.

Criando os Tier 1

Chamamos Tier 1 àqueles sites que têm um link direto para o site/post que queremos posicionar.

Estes sites têm de ter as seguintes características:

  • Pouca quantidade/ Muita qualidade: não queremos muitos links para o nosso site, queremos os melhores. Mas para isso é preciso pensar e criar uma estratégia para encontrar ou criar os melhores Tier 1.
  • Artigos únicos e originais: têm de ter um conteúdo único e que ajude aos leitores. Têm de ter imagens, vídeos e uma estrutura perfeita. Ao escrever estes artigos imagina que são para o site principal, mas com menos palavras (500 palavras como mínimo).
  • Sites de prestigio no nosso nicho: não queremos sites pouco conhecidos ou com poucas visitas. Queremos sites de confiança e que sejam bem vistos pelo Google e por qualquer pessoa.

Tier-um Backlinks-Diagrama

 

Onde encontramos esses “Awesome site”?

Vou-te dar umas dicas:

  • WordPress
  • Blogger
  • Wix
  • Tumblr
  • YouTube

Queres mais Tier 1?

 

Dica importante

Ao utilizar o mesmo site para criar diferentes webs 2.0, utiliza diferentes IPs. Para mudar rapidamente de IP podes utilizar a versão gratuita de CyberGhost. Contudo, se queres algo mais profissional, recomendo  a versão Premium.

Se não o fizeres, alguns sites, como WordPress, bloquearão o teu IP para que não tenhas acesso à algumas opções. Além disso, imagino que a indexação do conteúdo dessa web e de todas as outras criadas com o mesmo IP na mesma plataforma terão um “tratamento especial” que é melhor evitar.

Cuidado com o "Panda"

Como criar conteúdo para Tier 1

Tudo depende da web 2.0 que cries, mas imagina que é em WordPress ou Blogger. Isto é o que precisas:

  • Ter entre 5 a 10 artigos relacionados com o mesmo tema;
    • Artigos não plagiados. Utiliza Plagiarism Checker.
    • Se não tiveres muitas ideias ou inspiração, procura artigos em outros idiomas e traduz.
    • Se não tiveres nem inspiração nem tempo, compra os artigos e utiliza algum spinner. Apenas conheço um Spinner em Português. Existem outros gratuitos mas não dão bom resultado. Noutros idiomas, o mais recomendado é o The Best Spinner. Mas tem em atenção que no Tier 1 queremos qualidade, pelo que não é recomendo utilizar Spinners aqui. No Tier 2 sim 😀
  • Ter um post de apresentação – não pode ser o mesmo em todas as web 2.0 que cries;
  • Utilizar imagens e vídeos nos vossos artigos;
  • Em alguns artigos deixar um link para algum site muito conhecido mas que não seja relacionado com o vosso;
  • Em 40% dos artigos, deixar um link com diferente anchor text para o site principal.

Os Guest Post podem ser Tier 1, assim como vídeos de YouTube, etc.

Podes criar os Tier 1 num prazo de 2 semanas. Podes fazer cada Tier 1 em 3/4 dias. O número de Tier 1 que precisas depende da competência da palavra-chave.

  • Muita competência: 10 tier 1.
  • Competência média: 5-8 tier 1.
  • Pouca competência: 3-5 tier 1.

Convêm deixar programados alguns artigos nos tier 1 para parecer natural. Quando mais natural, melhor!

Resumo!

  • Os tier 1 têm de ser feitos em sites com alto PR. Além disso, podes utilizar Guest Post para isso. Lembra-te que é importante poder ter o controlo do post para mudar os links e o que quiseres.
  • Quantos mais Tier 1, maior será a probabilidade de posicionar.
  • O conteúdo do post tem de ser único, original e com um mínimo de 500 palavras. 
  • Programa alguns post para parecer natural.
  • Deixa um link para o site a posicionar em 30% dos post. Verifica que os links têm diferentes anchor text.

Criando os Tier 2

Agora que já sabes como fazer os Tier 1, chegou o momento de os reforçar. Os tier 2 caracterizam-se por:

  • Quantidade média/ Alguma qualidade: Agora precisas de mais quantidade. Contudo, continuas com algumas regras de ouro que se devem cumprir, como a originalidade do post.
  • Outras técnicas mais fáceis e rápidas: agora podes deixar comentários, por exemplo, em sites e post que falem da temática do teu Tier 1, fazer guest post em sites com um PR menor, etc.

Nos tier 2 continua a importar o conteúdo, contudo, já não precisas de artigos de 500 palavras, nem 100% originais. Se forem assim ainda melhor, mas se não forem, não faz mal.

Se puderes ter 3 Tier 2 por cada Tier 1, excelente. Contudo, quantos mais melhor.

Os tier 2 podem ser:

  • Artigos em diretórios;
  • Comentários em post e imagens;
  • Bookmarks;
  • Webs 2.0;
  • Wikis;
  • Post em blogs com altos PR.

Resumo

  • Cria posts em outros dos sites que mencionei acima e que tenham um alto PR -> não te esqueças de mudar o IP.
  • Cria conteúdo original e utiliza um Spinner para fazer quantos posts precises. Depois de fazer o Spin, volta a ler o artigo e corrige as incongruências
  • Novamente, programa alguns post para parecer o mais natural possível.

Criar os Tier 3

Chegou o momento de decidir o caminho da luz ou da obscuridade.

Com os Tier 3 podes ativar o modo Black Hat e fazer spam aos teus Tier 2 como nunca antes fizeste.

Também podes escolher o caminho da luz com o mesmo trabalho que fizeste nos Tier 2.

Conselho de amigo:

Se decidires escolher o caminho do Spam verifica se os Tier 2 continuam a ser indexados pelo Google periodicamente. Se forem penalizados, edita-os e retira o link que vai até o Tier 1.

É muito importante ter o controlo de tudo o que faças ao longo do tempo. Para isso cria um documento de excel com os Tier 1, Tier 2 e Tier 3.

Além disso, lembra-te que o caminho mais difícil é o que dá mais frutos a largo prazo.


 

Este tutorial pode ser modificado para ser mais “White Hat” ou “Black Hat”. Contudo, eu recomendo não arriscar e jogar sempre pelo seguro.

Se gostaste do tutorial, não te esqueças de partilhar com os teus amigos ou conhecidos.

Se tens dúvidas ou precisas de ajuda para compreender algum ponto, deixa-me um comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votes, average: 5,00 out of 5)

Loading...

Se gostaste, partilha!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on TumblrBuffer this page
  • César Santos

    Gostei bastante do seu artigo. Queria tirar uma dúvida:
    Os Tier 1, Tier 2 e Tier 3 todos serão blogs em Web 2.0 ?

    • Domingo Gomes

      Olá @disqus_tWmdpQNJgY:disqus,

      Não, os Tier 1, 2 ou 3 podem ser, por exemplo, artigos que faças como autor convidado em outros sites por exemplo.

      Contudo, o que eu indico aqui é a forma mais fácil e mais barata de fazer uma estrategia de Link Building.

      Por exemplo, digamos que queres fazer uma estrategia de mais white hat e mais profissional.
      Tier 1: artigos em sites com alto PR e DA, isto é, que sejam bem vistos por Google e que tenham algumas visitas. Envias um email dizendo que gostarias de poder escrever algum artigo nesse site em troca de 2 links em cada artigo. Fazes isto para 5 sites por exemplo.
      Tier 2: Podes fazer o mesmo que antes, mas em sites menos famosos e não tão bons. Eles de certeza que gostarão da ideia, e tu também. Nestes artigos deixas um link para os da Tier 1.
      Tier 3: Podes fazer o mesmo, ou, saltar para webs 2.0 com alto PR. Procuras com Scrapebox alguns dominios, por exemplo de Tumblr, com alto PR e crias a tua propria PBN. Depois, é só meter links para os teus tier 2.

      Este exemplo é muito de WhiteHat. Demora mais, mas é mais efetivo a largo prazo.

      É só um exemplo de como podes alterar o tipo de sites. Contudo, nunca te esqueças de que os Tier 1 e 2 têm de ser originais. Caso contrário podes pôr em perigo o teu “money site”.

      Se tiveres mais alguma pergunta, dispõe 😀

      Cumps

      • César Santos

        Muito obrigado! Ajudou bastante!

  • Tiago Fernandes Ribeiro

    Você acha a criação de um tier 4 em nichos muito concorridos válida?

    • Mesmo que não seja muito concorrido, acho bem. Mas depende mais da segurança que quiseres ter, do que a efetividade.
      Por exemplo, um bom Tier 3 pode ser mais potente que um tier 4, mas normalmente o tier 4 é sempre mais seguro que um tier 3… E assim por diante.
      Se tens muito carinho ao projeto, um tier 3 é seguro se o souberes fazer. Mas um tier 4 é ainda mais! 😀

      • Tiago Fernandes Ribeiro

        como disse estou terminando minha tier 3 com 90 web 2.0 e (tier 1 com 10,tier 2 com 30),todos os web 2.0 (tier 1 e tier 2 fui eu mesmo que criei e fiz os artigos,alguns comprei para acelerar) o tier 3 usei o fiverr apenas para criar os web 2.0 mas os conteúdos tb foram criados por mim. Além disso farei o tier 4 em um pacote fiverr (de um cara que já fez um bom serviço pra mim,cara experiente)com backlinks mistos. Além disso criei vários outros backlinks como yahoo respostas,agregadores de vídeos,pd’fs,etc em todos os tiers!

        O QUE ESTOU FAZENDO É BLACK HAT OU WHITE?

        ISSO TEM CHANCE DE FUNCIONAR?
        agradecido!

        • isso não é white, isso é grey hat 😛
          Sim, tem chance de funcionar, mas diria que para o teu Tier 1 devias integrar webs com mais autoridade. Não só webs 2.0, mas guest post, artigos pagos, vídeos de YouTube… En fim, link mesmo MUITO BONS, variados e bastante naturais. Depois, podes ir dando autoridade a esses links, os quais “linkam” ao teu site.
          Se fizeres isso, de certeza que vais melhorar 😉

          • Tiago Fernandes Ribeiro

            como transformar essa estratégia em white hat?.. qto aos outros links já faço … vídeos,(youtube,vime dailymotion,etc) pdfs,guest posts,sinais sociais,etc..

          • Tiago, não é preciso ser 100% White. Se queres bons resultados, procura ser White no teu site e no Tier 1, o resto tem cuidado também, mas podes automatizar mais.
            Estrategias? Ufff, não existe uma formula mágica, mas o Link Building é a melhor para ranking, assim como um excelente SEO on Page.

          • Tiago Fernandes Ribeiro

            qual é a melhor estratégia de seo que vc conhece?

          • Tiago Fernandes Ribeiro

            Excelente conteúdo,retono sempre que posso,porém tenho 4 dúvidas…hehe(desculpa aí,rs!)

            1)eu preciso enviar backlinks por exemplo para uma resposta (no yahoo respostas) ou para um vídeo para aumentar o PA dentro do yahoo respostas ou vídeo no youtube… ou esses backlinks do tier 2 só são necessários nos sites e web 2.0?

            2) ter 30 web 2.0 no tier 1 ,além de outros backlinks é ruim ?Ou É melhor jogar 20 web 2.0 do tier 1 para o tier 2(que já tem 30 web 2.0+ backlinks) e ficar com apenas 10 no tier 1?

            3) Tenho 6 web 2.0 que fiz antes de ler a sua dica do cyberghost , o que fazer com eles,jogar para tier 3 ou abandoná-los de vez?

            4) Incentivar posts convidados para essas web 2.0 de tier 2 em diante é ruim? Não seria melhor do que publicar conteúdos spinados!

            agradecido!!

          • Boas!
            1- Sim, podes enviar links para qualquer página para melhorar oi seu posicionamento e enviar link juice.
            2- Não faz mal ter tantas no tier 1, sempre e quando tenham conteudo de qualidade.
            3- Não faz mal, se não tiveste problemas até agora, não terás quase de certeza.
            4- O que queres dizer com post convidados?